Exército faz nova análise para possível instalação de ponte móvel sobre o Rio Piquí em Bodocó

Nesta quinta-feira (04), o Capitão Andrade Paiva do 7º Batalhão de Engenharia de Combate do Exército, acompanhado de dois engenheiros e um topógrafo vieram até a cidade de Bodocó para uma visita técnica de análise da situação da ponte, interditada desde 13 de abril de 2018.

A visita técnica atendeu a uma nova solicitação do prefeito do município, Túlio Alves, ao Governo do Estado. O secretário de Governo, Brivaldo Alves, representando o prefeito que cumpre agenda em Brasília, acompanhou a equipe.

Os técnicos colheram informações para laudo onde constará a análise do canteiro de trabalho (inclinação, qualidade do solo, altura, margem, entre outras informações) para certificar se será possível a instalação de uma ponte móvel do Exército.

Dependendo da avaliação do alto comando do Exército, existe a possibilidade de ser montada sobre a antiga estrutura, uma nova ponte metálica, de forma provisória, para atender às necessidades do município e da região. O trajeto alternativo feito ao lado da antiga ponte interditada após a estrutura ceder devido ao alto volume de chuvas na cidade, provoca constantes transtornos e problemas a milhares de pessoas diariamente.

A Prefeitura de Bodocó aguardará a finalização da avaliação do laudo técnico do Exército, para só então obter a confirmação se haverá possibilidade da instalação.


0 Comentários